O governo britânico quer mudar as regras do serviço nacional de saúde, nomeadamente para os turistas que visitam o país ou aqueles lá permanecem durante um determinado período de tempo.

O The Guardian avança que o secretário de Estado da Saúde, Jeremuy Hunt, irá apresentar uma análise que conclui que os migrantes temporários custam mais de dois mil milhões de libras (cerca de 2,35 mil milhões de euros) ao serviço nacional de saúde britânico. Com base nestes dados, a coligação propõe que se taxe as novas entradas no país.

Segundo as contas do governo, os contribuintes britânicos iriam poupar entre 70 e 300 milhões de libras (entre 82,4 e 353 milhões de euros) por ano se fossem tomadas medidas específicas, nomeadamente através da imposição de uma taxa de 200 libras (235 euros) para os estrangeiros que permaneçam no país entre 6 a 12 meses. Essa taxa seria paga no momento da chegada e serviria para ajudar a cobrir os custos de ajuda médica.