O secretário de Estado do Turismo vai deslocar-se a Israel entre segunda e quarta-feira da próxima semana para «explorar oportunidades de negócio» no mercado israelita, onde Portugal pretende promover o turismo religioso, informou esta sexta-feira o Governo.

Em comunicado hoje emitido, o Ministério da Economia refere que o Turismo de Portugal vai organizar, pela primeira vez, uma missão empresarial a Israel, numa comitiva que inclui 18 empresas portuguesas.

A comitiva, liderada pelo secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, vai deslocar-se a Telavive para «manter contactos e estimular a realização de negócios com mais de 80 profissionais» do setor do turismo de Israel.

A visita oficial marca o lançamento do plano estratégico do turismo religioso, que o Governo considera «prioritário» e que movimenta a nível mundial cerca de 300 a 330 milhões de turistas religiosos por ano.

«Israel é um dos principais mercados para o segmento específico do turismo religioso que tem como motivação a Herança Judaica. Com 7,5 milhões de habitantes, caracterizados por um vincado hábito de viajar, este mercado foi emissor de 3,1 milhões de turistas em 2011, com receitas avaliadas em 3,8 milhões de dólares. Tem como principal destino os Estados Unidos, sendo que a Europa tem vindo a ganhar quota», lê-se na nota do executivo.

De acordo com o Governo, «o efeito novidade, segurança, preço, gastronomia, património cultural/raízes judaicas são mais-valias competitivas que podem rapidamente colocar Portugal na rota deste mercado».