A queda da Galp foi a principal responsável pelo facto de o índice PSI-20 ter fechado em terreno negativo. As ações da Galp perderam 3,14%, para 10,625 euros, e arrastaram a bolsa lisboeta para o vermelho.

Outras quedas de destaque para a Semapa (perdeu 1,85%, para 12,465 euros) e Portucel (perdeu 1,8%, para 3,703%). Na banca, o Millennium BCP recuou 0,5%, para 0,0791 euros.

Do lado dos ganhos, a Jerónimo Martins esteve em destaque, com ganhos de 1,09%, para 12,025 euros. A EDP subiu 0,83%, para 3,628 euros, e a NOS ganhou 0,86%, para 7,635 euros.

Lá por fora, a Bolsa de Londres perdeu 1,5% e registou o pior dia entre as praças financeiras mais relevantes. Frankfurt recuou 0,73% e Paris 0,47%. Exceção para a Bolsa de Madrid, que ganhou 0,22%.

Em dia de leilão de dívida pública, os juros das obrigações do tesouro no mercado secundário estiveram, estáveis, com a taxa da dívida a dez anos a recuar ligeiramente para 2,62%.