A UGT apresenta esta quinta-feira aos partidos do Governo e ao PS um conjunto de propostas para os próximos quatro anos, entre as quais consta a reposição dos salários cortados aos trabalhadores do setor público.

Uma delegação da UGT, liderada pelo seu Secretário-geral, Carlos Silva, apresentará ao longo do dia, em reuniões sucessivas, um documento programático às direções do Partido Social Democrata (PSD), do Partido Socialista (PS) e do Partido Popular (CDS-PP), que inclui um conjunto de contributos, propostas e reivindicações que a Central considera como "fundamentais e estruturantes para o período da próxima legislatura".

O documento da UGT intitulado “Um Guião para a Legislatura 2015-2019” é dirigido, em primeira linha, aos partidos políticos que no exercício das suas funções e na atividade parlamentar, serão os responsáveis pela elaboração e implementação das políticas que determinarão o curso e o posicionamento de Portugal nos próximos quatro anos.

Segundo a UGT, este documento, onde é defendida uma concertação social efetiva, é também dirigido a todos os trabalhadores portugueses.