Os voos da TAP, que na quarta-feira foram afetados pela greve dos controladores em França, deverão regressar à normalidade «até ao final do dia de hoje», dado que persistem alguns atrasos na operação, disse fonte oficial da companhia.

Greve em França já acabou, mas ainda há voos cancelados

França: levantada greve dos controladores aéreos

«Ontem [quarta-feira], ao final do dia, deu-se um acumular de atrasos em várias ligações aéreas, o que fez com que algumas tripulações excedessem os limites de tempo de voo», explicou a fonte oficial da TAP, contactada pela Lusa, justificando desta forma o facto de persistirem ainda algumas irregularidades na operação da transportadora.

A greve dos controladores aéreos franceses, que tinha tido início na última terça-feira e estava prevista até ao próximo domingo, foi desconvocada, na quarta-feira, pelo sindicato na origem do protesto, o Unsa-ICNA.

«A gravidade e a urgência da situação foram comunicadas» e houve «um avanço» nas discussões com as autoridades, justificou o sindicato, em comunicado, após um encontro com o secretário de Estado dos Transportes, em Paris.

O Unsa-ICNA tinha convocado a paralisação para protestar contra a falta de meios na navegação aérea.

No final do dia de ontem, mais de 60 voos tinham sido cancelados nos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro, de acordo com uma fonte da ANA-Aeroportos de Portugal.

As companhias mais afetadas foram a TAP e a Ryanair.