A administração central francesa terminou maio com um défice de 64.300 milhões de euros, menos 8.300 milhões de euros do que no mês homólogo de 2013, informou o Ministério da Economia francês.

As receitas foram de 124.000 milhões de euros no mês passado, mais 6.400 milhões de euros do que em maio de 2013.

Os gastos atingiram 166.600 milhões de euros no final de maio, menos 2.700 milhões do que no mesmo mês de 2013.

As denominadas contas especiais, que incluem em particular os adiantamentos às administrações territoriais) apresentaram um saldo negativo de 21.700 milhões de euros, contra um défice de 20.000 milhões de euros no final de maio de 2013, adianta o Ministério francês num comunicado.

O Ministério da Economia francês também informou que o défice comercial de França aumentou 4.900 milhões de euros, depois de ter registado um recuo de 4.100 milhões de euros no mês anterior.

Em maio, as exportações francesas situaram-se em 36.100 milhões de euros e as importações atingiram 40.900 milhões de euros.

«A deterioração do saldo, associado à pujança das importações, está particularmente marcado pelos produtos petrolíferos refinados e por obras de arte», sublinha o Ministério.

No entanto, o os dados são «muito positivos» para a indústria aeronáutica e espacial, bem como para os produtos químicos, adiantou a mesma fonte.