Exatamente um mês depois de ter pedido ajuda externa ao FMI, o Governo angolano negociou um empréstimo com o grupo alemão KfW IPEX-Bank, especialista no financiamento de exportações da indústria europeia.

Serão disponibilizados 500 milhões de dólares (437 milhões de euros) por parte da instituição financeira, com sede em Frankfurt, mas foram ainda adiantadas condições da contratação desse financiamento.

O despacho presidencial que aprova o acordo-quadro para a concessão deste financiamento foi publicado a 4 de maio, segundo a Lusa, autorizando o Ministério das Finanças a proceder à assinatura do contrato de financiamento.

Tendo Portugal relações comerciais intensas com Angola, a economia portuguesa está exposta "de forma significativa" aos desenvolvimentos económicos naquele país, segundo o Banco de Portugal. O abrandamento desta economia teve um "impacto negativo considerável" sobre as exportações e a atividade em Portugal em 2015. "Muito provavelmente se deverá estender a 2016", advertiu esta semana o supervisor da banca.