A ministra de Estado e das Finanças, Maria Luís Albuquerque, participa esta quarta-feira, em Berlim, numa conferência realizada pela Fundação Bertelsmann sobre a crise económica, juntamente com o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble.

Depois de uma exposição sobre a crise económica portuguesa, a ser feita por Pedro Portugal, investigador no Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal, Maria Luís Albuquerque e Schäuble vão debater «o reforço das economias da Europa», num painel sobre como «reequilibrar e ultrapassar os impactos da crise na União Europeia e em Portugal».

Maria Luís Albuquerque chega a Berlim proveniente de Bruxelas, onde participou, na segunda e na terça-feira, em reuniões dos ministros das Finanças da zona euro e da União Europeia, dominadas pelo impasse negocial em torno do programa de assistência à Grécia.

À margem destes encontros em Bruxelas, a ministra negou que a sua deslocação a Berlim esteja minimamente relacionada com o atual contexto político na zona euro, afirmando tratar-se de uma coincidência, uma vez que o convite para participar na conferência já lhe foi endereçado há meses.

«Eu fui convidada para uma conferência na Fundação Bertelsmann, um convite que já vem, salvo erro, desde novembro. Portanto, qualquer associação com o contexto atual não é mais do que uma coincidência, porque é algo que já vem de longe. É um convite que me pareceu interessante aceitar e que foi marcado a seguir a uma reunião do Eurogrupo apenas porque facilita em termos de viagens, é só essa razão porque calha nesta semana», disse.