A despesa consolidada da Administração Central regista, até fevereiro, um aumento de 6,4%, face ao período homólogo, segundo a síntese de execução orçamental relativa a fevereiro. Já as despesas com o pessoal diminuíram 1,8% , enquanto as remunerações certas e permanentes registam uma redução de 7,8%.

O saldo global da Segurança Social ascendeu a 94,5 milhões de euros, refletindo uma redução da despesa (-1,0%) mais acentuada que a quebra verificada na receita (-0,3%).

Relativamente ao subsector da Administração Local, regista-se um excedente orçamental de 84,7 milhões de euros, dado o crescimento da receita (9,2%) conjugado com a redução da despesa (-6,0%).

Excluindo o efeito do pagamento de dívidas de anos anteriores, no âmbito do PAEL, o saldo orçamental, em 2014, seria de 102,9 milhões, o que representa uma melhoria de 54,6 milhões de euros face a igual período de 20131.