“É o preço a pagar por em três semanas o atual Governo ter de resolver aquilo que o XIX Governo Constitucional não fez em três anos. Ainda assim, é um preço menor”, afirmou Mário Centeno, numa intervenção inicial na discussão na generalidade da proposta de Orçamento Retificativo, que decorre esta manhã no parlamento.












“Chegámos assim a dia 19, sábado, para a venda do negócio bancário do Banif. O resultado desta venda é o que justifica o Orçamento do Estado retificativo que aqui apresentamos”, disse Mário Centeno.



Proposta do Santander era a que melhor protegia sistema e contribuintes