Ano novo, calendário novo. Com mais feriados e “pontes” que podem ser aproveitadas.

Os feriados serão os mesmos de 2017, depois da reposição dos quatro que foram abolidos pelo anterior Governo durante o período da troika em Portugal, mas em 2018 os portugueses contam com três fins-de-semana alargados e quatro feriados que oferecem a possibilidade de “esticar” o período de descanso.

Há 13 feriados nacionais, exceção para os meses de fevereiro, julho e setembro. Já para não falar dos feriados, que podem aproveitar no município onde trabalham, se for o caso.

O dia de Ano Novo calha a uma segunda-feira e oferece logo o primeiro fim-de-semana prolongado de 2018.

Em março, a Sexta-feira Santa é a 30, seguida da Páscoa a 1 de abril, curiosamente, no dia das mentiras.

O feriado do 25 de abril é a uma quarta-feira no ano que vem.

Em maio chega mais uma possibilidade de “ponte”. O dia 1 de maio é a uma terça-feira. Maio fecha com nova possibilidade de fim-de-semana alargado: dia 31, quinta-feira, é feriado do Corpo de Deus.

Em junho menos sorte, já que o Dia de Portugal, 10, calha a um domingo.

Em agosto, a “ponte” teria que ser mesmo grande, uma vez que o dia 15, o feriado religiosa da Assunção de Nossa Senhora, acontece a uma quarta-feira.

Outubro é mais um mês que começa quase com um- fim de-semana prolongado. O dia da Implantação da República, 5 de outubro, é sexta-feira.

No mês de novembro, o feriado religioso de Todos os Santos, dia 1, calha a uma quinta-feira, ideal para mais uma ponte.

Em dezembro de 2018, menos sorte que este ano com os feriados de 1 e 8, Restauração da Independência e Dia da Imaculada Conceição, respetivamente. Mas o ano acaba em grande, com a possibilidade de ter um natal alargado já que 25 de dezembro, vai ser numa terça-feira.