A taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu três décimas em dezembro, para 6,7%, face ao mês anterior, situando-se no nível mais baixo desde outubro de 2008, indicou hoje o Departamento do Trabalho norte-americano.

A queda da taxa de desemprego da maior economia do mundo em dezembro passado, mês em que se criaram 74.000 empregos no país, deveu-se, principalmente, ao aumento do número de pessoas que deixaram de procurar trabalho e, que, por consequência, desapareceram como força de trabalho, justifica aquele organismo num relatório.

A maioria dos analistas esperava que a taxa de desemprego se mantivesse em 7% e que a economia dos Estados Unidos criasse 193.000 postos de trabalho em dezembro passado.

O maior aumento do número de empregos registou-se, como é habitual em dezembro, no comércio retalhista onde foram criados 55.000 postos de trabalho.

A Reserva Federal (Fed), que em dezembro iniciou a retirada gradual dos estímulos monetários à economia norte-americana, indicou que a taxa de juro de referência se situaria abaixo dos 0,25% e que a taxa de desemprego se aproximaria dos 6,5%.