Cerca de 30 autarquias estão à beira da rutura, pelos menos 6 em situação de falência técnica, mesmo depois dos mil milhões de euros do Programa de Apoio à Economia Local, para ajudar os municípios a pagar as suas dívidas aos fornecedores.

Segundo o jornal i, Portimão, Fornos de Algodres, Aveiro, Nazaré e Gaia estão no lote das mais problemáticas.

O PAEL chegou a 110 dos 308 municípios portugueses, mas nem todos os que receberam o dinheiro conseguiram dar a volta.

O presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, Manuel Machado, defende que é urgente fazer entrar em funcionamento o Fundo de Apoio Municipal, para evitar o pior.

O Fundo já deveria estar no terreno desde fevereiro, mas a comissão para a recuperação financeira municipal criada pelo Governo ainda está a recolher dados.