Uma multinacional espanhola de componentes para automóveis vai construir uma nova fábrica em Viana do Castelo e criar mais 70 empregos. É o terceiro investimento no setor em três meses, segundo a câmara municipa.

Em comunicado, a autarquia adiantou que o investimento do grupo Aludec ronda os dois milhões de euros, acrescentando que a nova unidade industrial será "tecnologicamente avançada e dedicada à fabricação de componentes para a indústria automóvel".

Com este novo investimento, Viana do Castelo concretizou, nos últimos três meses, a instalação de três novas unidades industriais ligadas ao sector automóvel que, no próximo ano, criarão cerca de 300 novos postos de trabalho no concelho".

A nova fábrica vai ter uma área de implantação superior a 4.200 metros quadrados e vai ficar instalada no Parque Empresarial de Lanheses onde a multinacional espanhola "tem outra unidade, com cerca de três mil metros quadrados e onde emprega 150 trabalhadores".

Plásticos e borrachas

Em julho passado, já uma multinacional francesa que produz componentes para automóveis formalizou um investimento 18 milhões de euros em duas novas fábricas a instalar na zona industrial de Lanheses, que em 2019 deverão atingir os cem postos de trabalho diretos.

O novo investimento da Eurostyle Systems, indústria de plásticos e borrachas, prevê que a primeira fábrica, orçada em 10 milhões de euros, inicie a laboração em março de 2017 num terreno com mais de 17 mil metros quadrados.

A construção da segunda unidade fabril, estimada em oito milhões de euros, está prevista para 2018 um terreno de mais de 23 mil metros quadrados.

As fábricas a instalar no parque empresarial de Lanheses vão dedicar-se à produção de peças injetadas de plástico para componentes da indústria automóvel.

Criado em 1986, o grupo "está hoje espalhado por vários países, desde França à Rússia e emprega cerca de 1.500 pessoas, trabalhando para as principais marcas automóveis".

Em abril passado e face "à relevância do investimento e da criação de emprego" a Câmara de Viana aprovou, por unanimidade, a atribuição de benefícios fiscais à Eurostyle Systems, no valor de 10.900 euros.

Componentes para automóveis

Também em julho o grupo Howa Tramico Automotive apresentou o novo projeto industrial em Viana do Castelo, na zona industrial de Alvarães, que estará em funcionamento em 2017, criando 70 postos de trabalho e gerando um volume de negócios de cerca de 12 milhões de euros por ano.

Trata-se de um grupo internacional com presença em 13 países onde emprega cerca de três mil postos de trabalho na fileira dos componentes para automóveis, que vai agora construir uma unidade em Alvarães, num terreno com mais de 25 mil metros quadrados.

A nova fábrica vai produzir produtos têxteis e espumas para isolamento térmico e acústico dos tejadilhos e painéis laterais para portas de automóveis, produzindo para as principais marcas de automóveis.