Portugal registou um défice de 5,1% no primeiro trimestre de 2014, de acordo com dados divulgados pelo Eurostat.

Relativamente à variação trimestral, esta foi de 4 pontos percentuais, a maior subida da União Europeia. Segundo o gabinete de estatísticas, este crescimento deve-se ao facto de no trimestre anterior, em resultado do perdão fiscal, o défice ter tido a maior descida da UE.

Recorde-se que em junho o Instituto Nacional de Estatística tinha fixado o défice em 6% no primeiro trimestre, sendo que a Unidade Técnica de Apoio Orçamental, para o mesmo período, avançou com 5,6%. O Eurostat vem assim rever em baixa o valor do défice.



Em relação ao período homólogo, regista-se uma descida de 4%, dado que no 1º trimestre de 2013 o défice foi de 8,6%.

Relativamente à zona euro, esta registou um défice de 2,7% no 1º trimestre do ano, uma melhoria de 0,1% relativamente ao trimestre anterior.

Já na UE, o défice foi de 1,9% até março, já no trimestre anterior o défice tinha sido de 3,1%.