O défice das administrações públicas da zona euro ficou em 2,5% do Produto Interno Bruto no segundo trimestre, numa queda ligeira face aos 2,6% dos primeiros meses do ano, segundo o Eurostat.

O gabinete oficial de estatísticas divulgou esta sexta-feira o défice das administrações públicas, sazonalmente ajustado, tanto para o total dos 18 países da zona euro como para os 28 da União Europeia, já tendo em conta o novo sistema de contas europeu.

Na União Europeia também houve uma ligeira queda do défice público, de 3,1% do PIB no primeiro trimestre para 3,0% no final de junho.

Quanto a receitas e despesas, no segundo trimestre, as receitas na zona euro caíram um ponto percentual para 46% do PIB, enquanto a despesa também caiu para 49,1% do total da riqueza produzida.

Em Portugal, a Direção-Geral do Orçamento divulga esta sexta-feira a execução orçamental em contas públicas até setembro de 2014.

No Orçamento do Estado para 2014 está previsto um défice de 4% do PIB, a meta acordada entre o Governo e a troika para este ano.

Até agosto, o défice das administrações públicas atingiu os 4.685,7 milhões de euros, apresentando uma melhoria de 769 milhões de euros em termos homólogos.