Oitenta e cinco por cento dos portugueses considera que o combate ao desemprego é a área prioritária do combate à crise, acima dos 74% da média da União Europeia (UE), segundo um inquérito Eurobarómetro divulgado esta sexta-feira.

Em segundo lugar vêm as pensões, com 43% de respostas entre os inquiridos portugueses (UE 31%).

A sondagem revela ainda que a maioria dos inquiridos (73%) considera que o orçamento da UE deveria ser aplicado na segurança social e emprego (UE 50%), seguindo-se o crescimento económico, com 58% de respondentes (UE 48%) e, para 54% dos portugueses, a saúde pública (UE 41%).

Em Portugal, foram questionadas 1.016 pessoas, entre 07 e 23 de junho no Eurobarómetro feito a pedido do Parlamento Europeu no âmbito das eleições europeias de maio próximo.