A dívida do conjunto das administrações públicas espanholas atingiu um novo máximo histórico em junho, o equivalente a 100,9% do PIB, segundo os dados publicados pelo Banco de Espanha.

Ao certo, a dívida de Espanha atingiu os 1.107.287 milhões de euros, tendo somado, só em junho, 18.549 milhões ao montante total.

É a terceira vez, desde o início de 2015, que ultrapassa os 100% do Produto Interno Bruto: no primeiro trimestre do ano passado atingiu os 100,2% e no mesmo período deste ano chegou aos 100,5%.

Agora, é ainda mais elevada e é mesmo o valor mais alto desde o início do século passado.

De acordo com os dados históricos do Fundo Monetário Internacional, que são citados pela Lusa, a dívida pública de Espanha passou ou tocou os 100% do PIB entre 1900 e 1909 e registou o nível mais elevado (149% do PIB) em 1881, ano em que esta começou a ser contabilizada, enquanto o seu mínimo foi atingido em 1975 (7,3% do PIB).