O secretário-geral da DECO (Defesa do Consumidor) disse, este domingo, que o Banco de Portugal devia dar explicações aos consumidores sobre a estratégia a adotar para o Novo Banco.

Jorge Morgado, secretário-geral da DECO, afirma que o Banco de Portugal não pode estar só interessado na boa imagem do Novo Banco mas também em tornar claro para os clientes e consumidores a estratégia adotada.

Os trabalhadores do Novo Banco consideram Stock da Cunha «bom demais» e têm reservas em relação do futuro da entidade bancária depois desta nomeação.

A entidade de Defesa do Consumidor considera que a segurança dos depósitos no Novo Banco está garantida mas as contantes alterações podem não ser benéficas para os pequenos investidores.