As reclamações dispararam com o mercado liberalizado da luz e do gás. Só no ano passado, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) recebeu 15 mil queixas.

 

Este é um aumento de quase 19% face ao ano anterior. Em 2013 foram registadas cerca de 12.600 reclamações.

 

Já nos primeiros quatro meses deste ano, a Deco recebeu 3.400 queixas relacionadas com o setor elétrico.

 

A maioria das queixas é referente ao mercado elétrico, que foi responsável por 83% das reclamações no ano passado.

 

As questões ligadas às mudanças de fornecedor e o processo de faturação são os principais motivos de reclamação dos consumidores.