O PS apresentou um requerimento ao presidente da comissão de inquérito ao BES para ouvir o ex-ministro e atual membro do Conselho Consultivo Internacional da Goldman Sachs, José Luís Arnaut.

O pedido de audição, assinado pelos deputados socialistas que integram a comissão, Pedro Nuno Santos, João Galamba, Filipe Neto Brandão, Ana Paula Vitorino e José Magalhães, surge depois de o diário nova-iorquino «Wall Street Journal» ter noticiado que o ex-ministro esteve envolvido nos empréstimos da Goldman Sachs ao banco português, pouco tempo antes da derrocada do Grupo Espírito Santo e do BES.

A operação em causa, de 680 milhões de euros, foi acordada semanas antes de o BES ser intervencionado (a 3 de agosto de 2014) e gerou grandes prejuízos para a Goldman Sachs. 

O jornal norte-americano realça ainda que Arnaut foi recrutado pela instituição norte-americana «devido à sua rede de contatos», da qual faziam parte o poderoso banqueiro Ricardo Salgado.

Para além de Arnault, a publicação cita, também, o partner António Esteves, que terá tido como função «criar uma estrutura complicada para obter esse empréstimo». 

O requerimento dos deputados socialistas será analisado em reunião de coordenadores da comissão de inquérito para ser sujeito a aprovação. Até agora, todos os requerimentos feitos pelos grupos parlamentares têm sido aprovados.