A SUMA, um consórcio liderado pela Mota-Engil, ganhou um concurso internacional em Omã no valor de cerca de 67,6 milhões de euros para a operação e gestão de resíduos em Al Sharqiya Sul.

Em comunicado enviado esta quinta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SUMA, uma empresa portuguesa de gestão de resíduos, refere que, em consórcio com a empresa local Tanzifco, venceu um concurso internacional para a operação e gestão de resíduos em Al Sharqiya Sul, em Omã, competindo com mais 11 empresas.

O contrato, adjudicado pela Oman Environmental Services Holding Company SAOC e que terá a duração de sete anos, podendo prolongar-se por mais dois, refere-se à recolha de resíduos em Al Sharqiya Sul, à operação e manutenção de cinco estações de transferência e à exploração de dois aterros sanitários.