A Sonae Capital reduziu os prejuízos em 52,5% em 2014, para os 6,3 milhões de euros, segundo o relatório do exercício de 2014 enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários.

O volume de negócios aumentou 38,7% para 176,6 milhões de euros.
O EBITDA da Sonae Capital (resultados antes de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentou 61,4% para 11,8 milhões de euros.

«Os resultados alcançados reforçam a nossa confiança na implementação da estratégia definida. O crescimento e a melhoria da posição competitiva de cada um dos negócios, aliada ao foco na libertação de capital de ativos não estratégicos com vista a suportar novas oportunidades de investimento e, principalmente, a reduzir os níveis de dívida, continuarão a nortear a nossa atuação», pode ler-se na mensagem da presidente executiva, Cláudia Azevedo.

A empresa terminou 2014 com um nível de dívida líquida de 234,5 milhões de euros, 11,6 milhões abaixo do valor de 2013 e «o valor mais baixo desde o destaque do grupo, em 2007».