A Semapa, liderada por Pedro Queiroz Pereira, celebrou na quarta-feira um memorando de entendimento com vista a participar na aquisição da totalidade do capital da PT Portugal.

Num comunicado enviado esta quinta-feira à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários, a empresa informa que celebrou na quarta-feira passada «um memorando de entendimento, com vista a poder vir a participar, em conjunto com fundos de investimento representados pela Apax Partners, LLP e pela Bain Capital Europe, LLP, na aquisição da totalidade do capital da PT Portugal, SGPS,SA».

No mesmo comunicado, a empresa, liderada por Pedro Queiroz Pereira, informa ainda que a participação que a Semapa poderá vir a deter no investimento em questão, ainda a definir, deverá situar-se entre cinco e dez por cento.
Os fundos anglo-americanos Apax Partners e Bain Capital já anunciaram que vão apresentar na sexta-feira uma proposta firme sobre a PT Portugal, que é atualmente controlada pela operadora brasileira Oi.

A francesa Altice é outra das entidades interessadas na compra da PT Portugal.

Já a Terra Peregrin, da empresária angolana Isabel dos Santos, vai notificar esta quinta-feira a Autoridade da Concorrência sobre a sua intenção de comprar a PT SGPS, disse à Lusa fonte da empresa.

Atualmente, a PT SGPS detém 25% da Oi e a dívida de quase 900 milhões da Rioforte, do Grupo Espírito Santo, enquanto a operadora brasileira tem uma participação de cerca de 10% da empresa portuguesa.

Desde maio, no âmbito do processo de combinação de negócios entre a PT SGPS e a Oi, esta última passou a integrar a PT Portugal.