O Governo lança esta sexta-feira uma campanha promocional do 'Portugal Sou Eu', projeto orçado em 3,9 milhões de euros e no qual 840 empresas já manifestaram interesse em participar.

Em declarações à Lusa, o secretário de Estado Adjunto e da Economia, Leonardo Mathias, referiu que o programa,destinado a melhorar a competitividade da indústria nacional, promover o equilíbrio da balança comercial e combater o desemprego , lançado em dezembro de 2012, vai agora ganhar «novo fôlego».

«Esta iniciativa ao longo de 2013 foi-se afirmando», afirmou o secretário de Estado, adiantando que 1.400 produtos conquistaram o selo 'Portugal Sou Eu' e mais 300 produtos estão, atualmente, em análise.

No portal www.portugalsoueu.pt, acrescentou, estão já registadas 840 empresas, cujos produtos estão em processo de qualificação.

Orçado num total de 3,9 milhões de euros, e cofinanciado a 85% pelo Compete, o projeto não tem, segundo a secretaria de Estado, «custos diretos para o Estado».

A decorrer na rádio, imprensa, mupies, banners em autocarros, metro e redes sociais, a campanha 'Portugal Sou Eu' estende-se à televisão perto do final do mês, com o slogan «Faço do meu país o melhor para mim».

O objetivo é reforçar os valores económicos e sociais do projeto e uma «forte ligação afetiva» dos consumidores aos produtos produzidos em Portugal.

Além dos meios publicitários, a campanha decorrerá também noutros suportes promocionais, como eventos de relações públicas, presença em feiras e congressos, debates em fóruns de discussão online e offline, ações em escolas, passatempos, depoimentos de líderes de opinião, programas televisivos e comunicação segmentada em redes sociais, entre outros.

Captar empresas aderentes para o projeto, sensibilizar o grande público para a escolha informada e para as vantagens sociais e económicas do consumo de produtos portugueses e dinamizar uma rede comercial mais competitiva entre empresas nacionais são, segundo os promotores, os principais objetivos do projeto.

Lançado em dezembro de 2012 pelo Governo, o programa 'Portugal Sou Eu' é financiado pelo programa Compete e gerido por um órgão operacional formado pela Associação Empresarial de Portugal (AEP), Associação Industrial Portuguesa-Câmara de Comércio e Indústria (AIP-CCI) e Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) sob a coordenação do IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação.

Em 2013, a iniciativa marcou presença em oito feiras regionais e nacionais, 27 seminários e workshops, eventos próprios ou de terceiros e ações pedagógicas em escolas, envolvendo ativamente mais de 200 mil participantes.

Segundo dados dos promotores, no final do ano passado tinham sido qualificados para usarem o selo 'Portugal Sou Eu' cerca de 1.400 produtos de 200 empresas que, globalmente, representam um volume de negócios de 800 milhões de euros e empregam cerca de 6.000 trabalhadores.

Destes produtos, a esmagadora maioria tem patentes e/ou marcas registadas e 76% são do setor alimentar.