A MoveOn, detentora da marca de calçado Aerosoles para o mercado europeu, anunciou que vai encerrar a unidade produtiva e as dez lojas que tem em Portugal, colocando em causa 90 empregos, e a sua subsidiária na Índia.

“A MoveOn terá de abandonar a sua estratégia vertical com produção própria, fechando a unidade produtiva em Portugal e vendendo a sua subsidiária na Índia. No entanto, grande parte da produção continuará a ser feita em Portugal. A partir da próxima estação Outono-Inverno 2018, a empresa terá como foco principal o desenvolvimento do produto, compra, venda e colocação do mesmo no mercado”, disse, em comunicado, a empresa.

No total, em Portugal, estão em causa 45 postos de trabalho nas dez lojas da marca e outros 45 que são funcionários dos escritórios e da fábrica, localizada em Esmoriz, distrito de Aveiro.

De acordo com a empresa, o grupo indiano Tata Internacional, detentor de 100% do capital da MoveOn, teve que proceder ao reposicionamento da atividade com enfoque no comércio ‘online’, respondendo “aos desafios atuais do retalho” e ao “grande crescimento” da tendência de compras, através da internet, a nível internacional.

“A decisão que se aplica agora a Portugal e vários outros mercados onde a marca está presente, está alinhada com a casa-mãe nos Estados Unidos, onde as vendas ‘online’ chegam a ultrapassar os 50% no último ano. A MoveOn […] lançou a loja ‘online’ no mercado nacional em setembro de 2017, tendo-se registado uma grande aceitração por parte dos consumidores. Com o encerramento, no final do mês de fevereiro, das dez lojas existentes em Portugal, este canal ‘online’ tornar-se-á o mais importante para a marca Aerosoles”, acrescentou.