O segundo maior construtor de veículos pesados, a sueca Volvo, anunciou esta quinta-feira o corte de mais 2.400 postos de trabalho além dos 2.000 já anunciados em outubro, depois de um ano difícil em 2013.

O grupo registou uma quebra de 9% nas vendas e viu o lucro cair para 430 milhões de euros.

O corte nos postos de trabalho integra um plano de reestruturação lançado em setembro para equilibrar a rentabilidade do grupo.