O Governo vai abrir mais 601 vagas para estágios na função pública. As candidaturas são de 2 a 13 de setembro e os estágios arrancam em novembro, refere a portaria publicada esta quarta-feira em Diário da República. Os estágios têm uma duração de 12 meses.

A admissão provisória será conhecida até 17 de setembro, sendo a lista das classificações, por entidade, publicada até 20 de setembro. Os candidatos são selecionados em definitivo durante as semanas seguintes e até 28 de outubro e os estágios arrancam logo no primeiro dia de novembro.

Nos primeiros três meses de estágio, os candidatos podem ser mudados de entidade, desde que haja acordo entre as duas partes.

Na segunda fase do programa de estágios, serão aceites candidaturas para os Ministérios da Administração Interna, da Agricultura e Ambiente, Defesa, Economia, Educação, Justiça, Saúde, Solidariedade e Segurança Social e Presidência do Conselho de Ministros. As funções são as mais diversas.

A segunda edição do programa de estágios tinha um total de 1.905 vagas, mas nem todas foram preenchidas na primeira fase, que decorreu no ano passado, dando lugar a esta segunda fase.

São aceites apenas candidatos com pelo menos licenciatura, até aos 30 anos (limite que sobe para 35 em caso de deficiência), que estejam à procura do primeiro emprego ou à procura de emprego na sua área de formação, ou estejam desempregados.