O presidente da José de Mello Saúde garantiu esta quinta-feira que não haverá despedimentos caso a Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Espírito Santo Saúde avance e que pretende manter a equipa de gestão liderada por Isabel Vaz.

«OPA não representa problema de concorrência»

Quatro grupos privados têm 83% do negócio da saúde

«Contaremos com todos para o desenvolvimento do projeto, incluindo com a equipa de gestão liderada por Isabel Vaz», disse Salvador de Mello em conferência de imprensa, citado pela Lusa.

O grupo José de Mello Saúde anunciou hoje ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição da Espírito Santo Saúde para concorrer com o grupo mexicano Ángeles, cujo investimento total poderá chegar aos 420 milhões de euros.

A oferta foi comunicada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e implica uma contrapartida de 4,40 euros por ação, estando condicionada à aquisição de, pelo menos, 50,01% do capital do grupo dono do Hospital da Luz.