O ministro do Emprego, Pedro Mota Soares, anunciou esta segunda-feira que mais de 185 mil jovens estão atualmente inseridos no programa Garantia Jovem, tendo o Governo atingido «cerca de metade da meta» traçada para dois anos.

«Segundo os dados mais recentes, que foram apurados na semana passada, permitam-me que anuncie que temos já mais de 185 mil jovens inseridos no programa (Garantia Jovem)», afirmou Mota Soares, no parlamento, citado pela Lusa.

O governante, que está esta tarde a ser ouvido na comissão parlamentar do Orçamento, Finanças e Administração Pública, no âmbito do debate na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2015 (OE2015), referiu que, embora o ano de 2014 não tenha ainda terminado, o Governo «já atingiu metade da meta traçada para o período 2014/2015».

«Mas queremos até ao final do ano que vem, tal como consta no OE2015, desenvolver cerca de 378 mil respostas de educação, formação, inserção e emprego para os jovens portugueses, num investimento global de 1.300 milhões de euros», disse Mota Soares.

O programa Garantia Jovem visa o apoio ao emprego nos jovens, com apoios à contratação, formação profissional ou estágio.

O programa comunitário destina-se a jovens abaixo dos 25 anos mas, em Portugal, essa fasquia foi elevada para 30 anos.