A Câmara de Vieira do Minho abriu as candidaturas para recrutar trabalhadores para o call center que a empresa francesa Altice vai instalar naquele concelho, criando entre 100 e 150 empregos, informou hoje o autarca local.

António Cardoso disse à Lusa que o call center deve entrar em funcionamento «dentro de três a quatro meses».

Segundo uma nota da Câmara de Vieira do Minho, os interessados trabalhar naquele call center devem possuir, preferencialmente, experiência profissional naquela área, domínio da língua francesa ou disponibilidade para a aprender.

Ter capacidade de comunicação ou argumentação, gosto pelo trabalho em equipa, boas competências ao nível da informática na ótica do utilizador e resistência ao stresse são outros dos fatores preferenciais.

O call center da Altice, empresa francesa que comprou a PT Portugal, será instalado no 1.º piso da central de camionagem de Vieira do Minho, que para o efeito vai sofrer obras de adaptação, avaliadas em cerca de 300 mil euros e custeadas pelo município.

As obras vão arrancar no final deste mês, assim como a formação dos futuros trabalhadores, igualmente assegurada pelo município.

Segundo António Cardoso, este investimento só é possível pelo facto de um dos quatro sócios fundadores da Altice, Armando Pereira, que controla 30% da empresa francesa, ser natural de Vieira do Minho, mais concretamente da freguesia de Guilhofrei.

O autarca disse que também «está a ser analisada» a instalação de um call center da PT no parque industrial da Ferreirinha, igualmente no concelho de Vieira do Minho, com condições para acolher entre 500 a mil postos de trabalho.

«Vou ter um encontro, em breve, com Armando Pereira, para falarmos novamente sobre o assunto», referiu.