O número de dormidas no Norte cresceu 16,2%, em termos homólogos, no primeiro trimestre de 2015, estando o turismo a superar o crescimento dos últimos nove anos, mas as exportações de mercadorias da região sofreram uma desaceleração neste período.

De acordo com os dados do boletim "Norte Conjuntura", relativo ao primeiro trimestre de 2015 e editado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), "o turismo atravessa um momento particularmente favorável na Região do Norte, com a atividade dos estabelecimentos hoteleiros a observar os níveis de crescimento mais acentuados desde há nove anos".


Segundo a informação preliminar disponível, nos primeiros três meses de 2015, o número de dormidas cresceu 16,2% em termos homólogos e os proveitos totais cresceram 18,3%.

"As exportações de mercadorias da Região do Norte sofreram uma desaceleração no primeiro trimestre de 2015, penalizadas pelos dois meses iniciais e apesar do bom resultado de março, resultando num cenário de ligeira evolução, em termos nominais, face ao trimestre homólogo do ano passado", acrescenta o documento.


Neste mesmo período o emprego registou um crescimento de 1,1% em termos homólogos, "motivado sobretudo pelas indústrias transformadoras e pelo comércio e superando o resultado do trimestre anterior".

"Entre trimestres consecutivos, porém, o emprego registou uma variação nula e a taxa de desemprego parou de descer, repetindo o valor do trimestre anterior (14,2%)", refere ainda.