Entre os 18 distritos de Portugal Continental, Aveiro é aquele com maior dívida por habitante, devendo cada munícipe 1.830 euros.

Obviamente não são os habitantes que devem, sendo estes valores um exercício estatístico em que o cálculo da dívida se obtém através da divisão de dívida total da câmara pelo número de habitantes da mesma.

Os valores são referentes a 2013 e foram divulgados pelo Portal da Transparência Municipal, lançado pelo Governo, na última segunda-feira.

Assim Portalegre regista o segundo valor mais elevado (1.757 euros/habitante), seguindo de Santarém (1.474 euros/habitante), Évora (1.452 euros/habitante), Faro (1.130 euros/habitante) e Lisboa (1.066 euros/habitante).

A capital portuguesa ocupa o sexto lugar, enquanto a cidade invita se fica pelo nono lugar, sendo a dívida dos portuenses de 597 euros/habitante.

Castelo Branco é o distrito com o valor de dívida por habitante mais baixo já que alcança os 176,80 euros/habitante.

Já na Região Autónomo da Madeira, o Funchal regista valores de 917 euros de dívida por habitante. Por outro lado, o valor registado em Ponta Delgada é muito inferior sendo de 364 euros por habitante.

Em média, e considerando as 308 autarquias, cada habitante deveria 893 euros. Ou seja, Lisboa está acima da média e o Porto abaixo. Na maioria dos 201 municípios a dívida por habitante é inferior à média.

Veja no mapa abaixo o valor estatístico da dívida total em euros por habitante em Portugal.