O Governo espanhol está a ultimar a implementação de salários variáveis por objetivos para cerca de 50 mil funcionários da Agência Tributária (AEAT) e da Segurança Social já a partir de 2015, segundo a edição desta terça-feira do jornal «Expansion», nota a Lusa.

Fontes citadas pelo jornal referem que esta solução se insere no pacote de medidas de combate à fraude.

A possibilidade de implementar salários variáveis por objetivos começou a ser debatida este ano, com o objetivo inicial do Governo de introduzir esse modelo para todos os funcionários da Agência Tributária, em até 40% do seu rendimento.

Recorde-se que a Agência Tributária espanhola tem 27.000 funcionários dos quais 1.800 são inspetores, sendo que destes apenas 400 têm um complemento de produtividade.

Os restantes recebem um complemento fixo, pago mensalmente, e que, por aplicar-se há uma década é considerado quase um componente fixo do salário.

Um inspetor que ganha atualmente entre 80 e 90 mil euros por ano tem um complemento fixo de entre 10 e 20 mil euros, que passaria a ser variável.

O objetivo do Governo é oferecer aos funcionários aumentos retributivos de 12% se superarem os seus objetivos.