O salário médio líquido mensal dos portugueses em 2013 foi de 984 euros, praticamente metade da média europeia (1.972 euros) e um dos mais baixos de toda a União Europeia (UE), segundo um estudo divulgado esta sexta-feira.

De acordo com o estudo, que se baseia em dados do Eurostat e que foi divulgado pela consultora de recursos humanos Adecco, em termos absolutos, a diferença entre a média europeia dos 28 e os portugueses é de 988 euros por mês ou 11.856 euros por ano.

Portugal surge em 18.º lugar numa lista liderada pela Dinamarca (3.739 euros), seguindo-se o Luxemburgo (3.009 euros), a Finlândia (2.622), a resgatada Irlanda (2.621) e a Alemanha (2.574 euros).

Portugal é também superado em salários médios pela Grécia (1.028 euros mensais) e pela vizinha Espanha, onde a média é mais de 60% superior à portuguesa, ascendendo aos 1.634 euros.

Abaixo de Portugal estão países como a Croácia (848 euros) ou a Polónia (693 euros), sendo a Bulgária (316 euros) o país com o salário médio mais baixo da UE.