Quase ninguém gosta de pagar mais por um serviço que os outros conseguem pagar menos. É algo irritante e consideramos injusto, isto apesar de ser um preço que nós acordámos e considerámos como válido e justo. Dizemos que «quase ninguém gosta» simplesmente porque vemos que imensas pessoas não fazem nada para reduzir as suas despesas. Ou por desconhecimento, ou por desinteresse ou, mais grave ainda, por desleixo. Claro que cada um sabe de si e cada um é dono e senhor do seu dinheiro. Contudo, porque não começarmos a renegociar os nossos contratos?

Hoje vamos falar-vos da renegociação dos contratos de telecomunicações, falando em breve dos contratos de crédito.

Os serviços de telecomunicações têm-se transformado uma commodity. O mesmo será dizer que somos indiferentes a um operador sendo que apenas ligamos ao preço. Adicionalmente, sabemos que os preços têm vindo e vão continuar a cair com o tempo. Então, por que não participar deste movimento e reduzir a pressão nas nossas carteiras?

Alguns passos simples:

1 - Analise as faturas do seu operador de telecomunicações e identifique com clareza os serviços que lhe estão a ser cobrados;

2 - Analise as suas necessidades reais e perceba quais os serviços que lhe estão a ser cobrados de que não necessita;

3 - Consulte a concorrência e veja os preçários disponíveis para os vários pacotes;

3.1 - Atenção que muitas vezes os pacotes que agrupam os 4 serviços (telefone, Internet, TV e telemóvel) podem não ser assim tão vantajosos.

3.2 - Leia todas as letras pequenas e cláusulas para perceber os serviços que estão incluídos;

4 - Ligue para o seu operador, perto do final do período de fidelização, e pergunte os preçários e descontos do pacote que deseja, com a bonificação da extensão do período de fidelização por mais um ano;

5 - Não aceite a primeira opção que lhe é colocada e peça para falar com a equipa de retenção, falando das alternativas e respetivos preçários dos pacotes da concorrência.

5.1 - Atenção que poderá ter de esperar 1-3 dias até ter uma resposta mais interessante;

5.2 - Esteja disponível para mudar de operador.

Passado o processo, será praticamente garantido que com a renegociação, que poderá ser feita semestralmente, irá conseguir reduzir o valor da fatura dos seus serviços de comunicações. Eventualmente conseguirá também um aumento do serviço.

Para aqueles que acham que esta sugestão é senso comum (cada vez mais o é), duas ideias me ocorrem. Em primeiro lugar, por mais recorrente que seja o nosso apelo, constatamos que ainda muitas pessoas têm dificuldade em negociar e que mantêm um tarifário desadequado e demasiado dispendioso. Em segundo lugar, desafio-os a analisarem as faturas dos seus pais ou avós. Irão perceber o que digo e poderão contribuir para uma poupança de relevo¿ e afinal, o não está sempre garantido.

João Morais Barbosa, Escola de Finanças Pessoais