Os portugueses voltaram a apostar nos certificados de aforro (CA) para aplicar as suas poupanças no passado mês de setembro, revela o boletim mensal da Agência para a Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP).

De acordo com os dados publicados esta sexta-feira, no mês passado, os portugueses aplicaram 157 milhões em novos certificados de aforro mas retiraram 58 milhões dos já existentes. O saldo líquido do mês foi assim positivo, em 99 milhões. No total, os portugueses mantêm aplicados neste produto 10.018 milhões de euros.

O interesse dos investidores pode ser explicado pela taxa de juro, que é superior à taxa média paga pelos bancos nos depósitos até 1 ano, que está pouco abaixo dos 2%. Neste mês de outubro, para novas subscrições de certificados de aforro, série c, foi fixada em 3,189%.

Já os certificados do Tesouro (CT), cujas subscrições estão suspensas desde setembro de 2012, continuam a perder dinheiro: no mês passado foram resgatados mais 2 milhões. O saldo total deste produto fica agora nos 1.384 milhões de euros.