Para cobrar mais IMI, o Governo decidiu alterar as regras das isenções nas zonas históricas. Em Guimarães, por exemplo, desde que a UNESCO classificou a zona como Património da Humanidade, os moradores não pagam impostos sobre imóveis, uma situação que acontece há 12 anos. E que durou...até agora, quando começaram a chegar cartas a solicitar o pagamento do IMI.

Mas este não é caso único no país: os morador das zonas classificadas pela UNESCO no Porto, Évora, Sintra, Óbidos e Douro também vão começar a pagar o imposto.