A fabricante de jóias suíça, De Grisogono, empresa da qual a empresária angolana Isabel dos Santos e o seu marido, Sindika Dokolo, detêm a maioria do capital, apresentou um diamante de mais de 813 quilates na Bienal de Antiguidades no Grand Palais em Paris.

A pedra de um tipo raro, com nenhuma ou muito poucas impurezas e ausência de cor, foi encontrada em novembro na mina de Karowe no Botswana, e era pertença da empresa canadiana Lucara Diamond.

A Nemesis, empresa do Dubai que negoceia em diamantes, acabou por comprar a pedra por um valor recorde de 63 milhões de dólares (56 milhões de euros) em maio passado.

Agora a Nemesis cedeu os direitos sobre o diamante, intitulado "A Constelação", à De Grisogono.

Fawaz Gruosi, fundador e presidente executivo da joalheira suíça, diz que aguarda a inspiração para criar.

Vi o 'A Constelação' e fiquei excitado, arrepiado. Agora ainda estou com medo porque muitas pessoas me continuam a fazer perguntas: o que vai fazer com este diamante incrível? Sinceramente, continuo a falar com esta pedra há várias semanas, a tentar que me dê uma resposta. Chamo-a porque é a minha princesa, e pode sugerir-me que tipo de roupa gostaria de usar. Até agora não tenho qualquer resposta”, disse na exposição.

Acrescentando que “a pedra, de 812.77 quilates é de topo, com uma cor superior. Tem potencial para produzir o mais incrível diamante, sem falhas, que já foi fabricado na história. Portanto, para nós, é um trabalho de amor".

A pedra deverá ser cortada em Antuérpia, uma cidade conhecida por lapidação de diamantes e polimento.

Por sua vez, o diretor internacional da Nemesis, Nickolas Polak, diz que a empresa vai passar os próximos meses a estudar a forma de cortar um diamante deste calibre, antes de qualquer outro passo.

A De Grisogono conta com as atrizes Sharon Stone e Natalie Portman como embaixadoras da marca. A empresa realiza uma festa anual no Festival de Cannes, em França, e este ano, a modelo Bela Hadid e a estrela de reality show Kim Kardashian usavam jóias da De Grisogono.

Gruosi contou aos jornalistas como, após a exposição deste ano, em Cannes, quase perdeu um diamante de 404 quilates, que um garçon, equivocadamente, tirou de uma das mesas no restaurante.

Chamei todos. Todos os meus colaboradores e ninguém o tinha visto. Ficaram todos brancos e eu comecei a entrar em pânico porque era muito dinheiro. Finalmente, o responsável do nosso atelier teve uma ideia fantástica. Correu como doido à cave do hotel, foi ao lixo, tirou tudo para fora e encontrou-o”, recordou.

Algumas das criações de Gruosi estão expostas na Bienal de Paris.  Um colar de safira e diamante, com um diamante de 45 quilates, que custa 11 milhões de euros; ou um par de brincos de diamante e esmeralda de cerca de 30 quilates cada, que chegam aos 17 milhões de euros.

O que quer que sai do "A Constelação" poderá ser ainda mais valioso, já que a imaginação de Gruosi não tem limite.