Os trabalhadores da Somague reúnem-se esta quinta-feira com responsáveis da empresa.

 

O encontro acontece depois de a construtora ter anunciado que vai dispensar 273 trabalhadores no âmbito de uma reestruturação do Grupo.

 

Nos últimos anos, e para fazer face à queda no mercado nacional, o Grupo apostou na expansão internacional para países de língua oficial portuguesa, sobretudo Angola, Moçambique e Brasil. No entanto, também estes países viram as suas economias afetadas.

 

Segundo o Sindicato da construção, este despedimento coletivo será apenas “um em centenas” dos que vão acontecer a curto prazo no setor.