Germán Efromovich, o dono da Avianca, vai apresentar uma proposta para a compra da TAP, confirmou a TVI. O empresário colombiano volta a mostrar o seu interesse em adquirir parte do capital da TAP, depois da sua proposta ter sido recusada em 2012.

Na corrida está também o empresário norte-americano dono da Azul, David Neeleman.

Os interessados na privatização da TAP têm até às 17:00 desta sexta-feira para entregar as respetivas propostas vinculativas para a aquisição de até 66% do grupo dono da transportadora aérea nacional.  

O ministro da Economia, António Pires de Lima, admitiu esta quinta-feira que a decisão poderá estar concluída até final deste mês.  

Os interessados no grupo da TAP têm-se remetido ao silêncio ao longo dos últimos seis meses, desde que o Governo relançou o processo de privatização, suspenso em dezembro de 2012.  

Segundo o caderno de encargos, o comprador tem que assegurar o reforço da capacidade económico-financeira da empresa e assumir compromissos de estabilidade laboral.  

A capitalização é o primeiro de nove critérios para a escolha do futuro dono da TAP, seguido pelo valor da oferta e projeto estratégico, segundo o caderno de encargos.  

O Governo revela os candidatos à privatização da empresa portuguesa às 20:00.