O presidente executivo do BCP, Nuno Amado, considera que o tempo até à data limite para entregar propostas à compra do Novo Banco, esta quinta-feira, "é curto", sobretudo depois da vitória do 'Brexit' no referendo britânico.

"A data limite para o Novo Banco é quinta-feira, ou seja, depois de amanhã. É uma data curta, ainda por cima com o ‘Brexit’ deste fim de semana. Não é a data ideal, mas ainda faltam uns dias para haver propostas", afirmou hoje Nuno Amado aos jornalistas, à margem da Conferência Moçambique - Portugal, que decorre em Cascais.

Os candidatos a comprar o Novo Banco - o banco de transição que ficou com os ativos considerados menos problemáticos do ex-BES - têm até 30 de junho, esta quinta-feira, para apresentarem as suas propostas.