O crédito malparado em Espanha aumentou quatro décimas durante o mês de junho, para 11,61%, o valor mais elevado deste indicador desde que começou a ser registado, revelam dados do Banco de Espanha.

Os dados provisórios referem que, no final de junho, o sistema financeiro espanhol registava um total de crédito malparado de 176.420 milhões de euros, mais 6,2 mil milhões que em maio.

O volume total da carteira de créditos do sistema era de 1,519 biliões de euros, ligeiramente acima dos 1,518 biliões do mês anterior.

Os dados de crédito malparado têm vindo a agravar-se nos últimos meses depois de terem melhorado no final de 2012, mas apenas pelos efeitos contabilísticos da transferência de ativos de várias entidades nacionalizadas para o «banco mau» SAREB.