Os indicadores relativos à atividade económica e ao consumo privado voltaram a diminuir no mês de setembro, indicam os dados divulgados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal.

O indicador coincidente mensal para a atividade económica registou uma ligeira diminuição face ao mês anterior fixando-se em 0,7% (0,8% em agosto), “num contexto de relativa estabilização no período mais recente".

Quanto ao indicador coincidente para o consumo privado, voltou a apresenta uma redução face ao mês anterior recuando para 1,8% (2,0% em agosto), depois de se manter inalterado na primeira metade do ano. A tendência negativa já se tinha verificado em agosto, depois de três meses sem alterações. 

Depois de três meses consecutivos sem registar alteração, a atividade da economia portuguesa volta a dar sinais de recuo, como já tinha acontecido em junho.