O Governo quer o gás natural a concorrer mais ativamente com o gasóleo no setor dos transportes, com destaque para os veículos de longo curso, revela o Diário Económico.

As prioridades passam por aumentar a competitividade das exportações, reduzir o impacto ambiental e a fatura energética nacional.

É neste contexto que se insere o recente pacote legislativo destinado a facilitar a atribuição de licenças para postos de abastecimento com gás natural líquido, visando sobretudo as logísticas nacionais e as regiões fronteiriças.

O negócio está a ser liderado pela Dourogás, a 3ª distribuidora de gás natural em Portugal. A Galp e a EDP, também, distriuidores, não mostraram interesse até ao momento.