O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, disse esta segunda-feira, em Berlim, que investimentos feitos no setor turístico no sul da Europa, em particular em Portugal, podem contribuir para uma recuperação sustentável e criar novas oportunidades.

Numa cimeira turística na capital alemã, o presidente da Comissão Europeia disse ser «de particular importância transmitir a mensagem» de que apostar em países como Portugal, Grécia ou Espanha, onde vários investimentos estrangeiros estão a ser feitos, podem representar uma situação de ganhos para todos os envolvidos: «Os vossos investimentos e os vossos clientes nestes países ajudam à recuperação e, por sua vez, a recuperação gera novas oportunidades de negócio».

«Se me permitem que seja um pouco patriótico ¿ porque não? ¿ Portugal, que maravilhoso destino que é, com o seu ótimo clima, a sua segurança, com pessoas muito hospitaleiras, com muitas coisas que provavelmente ainda não conhecem, incluindo a minha própria região no norte de Portugal, o vale do Douro que agora está muito em voga», afirmou Durão Barroso, segundo o texto do discurso.

O presidente da Comissão ainda acrescentou: «Do Porto ao Douro, e claro a histórica cidade de Lisboa, que grande destino é!»

Durão Barroso realçou que o setor turístico tem resistido e está a recuperar da crise melhor do que a maioria, desempenhando um papel importante no «exercício de reequilíbrio europeu, uma vez que a Europa do sul se tem comportado ainda melhor do que a média nos últimos anos».

O responsável da Comissão Europeia recordou os números do setor, lembrando que o setor do turismo português cresceu 8% nos primeiros sete meses do ano face ao homólogo de 2012, tendo a Grécia, Malta e Espanha também apresentado números positivos.