O indicador do sentimento económico manteve-se em dezembro de 2014 estável na zona euro, o que acontece pelo segundo mês consecutivo, segundo dados divulgados esta quinta-feira pela Comissão Europeia.

Na zona euro, o ISE manteve-se nos 100,7 pontos, tendo registado uma subida muito ligeira no conjunto dos 28 países da União Europeia (UE) de 0,1 pontos para os 104,2, face a novembro de 2014.

Entre as maiores economias da zona euro, o indicador cresceu em Espanha (1,4 pontos) e Itália (1,3), tendo-se mantido inalterado na Alemanha e na Holanda e recuado em França (-1,6).

A Direção-Geral dos Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia atribui a manutenção registada na zona euro à quebra da confiança no setor da indústria, que ultrapassou a subida na dos serviços, construção e comércio de retalho.

Em Portugal, o indicador aumentou 0,1 pontos para os 102,4.

No que respeita às principais economias fora da zona euro, o ISE melhorou na Polónia (0,4 pontos) e sofreu um ligeiro recuo no Reino Unido (-0,1).

Clima de negócios recua nos 17 do euro

Já o indicador do clima de negócios para a zona euro recuou em dezembro 0,13 pontos para os 0,04.

Segundo a Direção-Geral dos Assuntos Económicos e Financeiros, o declínio deve-se a uma avaliação mais negativa das expectativas de quatro dos componentes do indicador: expectativas de produção, carteira de exportações, disponibilidade de produtos para entrega e, em particular, do histórico de produção.

As expetativas em relação à carteira de encomendas mantiveram-se inalteradas.

A Comissão Europeia não divulga dados dos Estados-membros para este indicador.