A Comissão Europeia estima que a taxa de desemprego no próximo ano desça para os 13,6%, uma estimativa que fica ligeiramente acima do inscrito pelo Governo na proposta de Orçamento do Estado para 2015, de acordo com as previsões de outono divulgadas esta terça-feira.

Portugal falha: Bruxelas estima défice acima de 3% em 2015

A Comissão Europeia estima que a taxa de desemprego fique 0,2 pontos percentuais acima dos 13,4% previstos pelo Executivo liderado por Pedro Passos Coelho.

Perante as suas anteriores estimativas, divulgadas em maio, Bruxelas antecipava uma taxa de desemprego de 14,8% em 2015, acima do conhecido hoje.

A Comissão estima que o desemprego fique nos 14,5% este ano, também acima do previsto pelo Governo na proposta orçamental (14,2%). Já para 2016, Bruxelas antevê uma queda do desemprego para os 12,8%.

«Os ganhos recentes no emprego parecem estar relacionados com o sucesso de políticas ativas do mercado de trabalho e, assim, uma dinâmica no mercado de trabalho que foi exagerada», justifica a Comissão no documento hoje divulgado, citada pela Lusa.

«Assim, estima-se que o emprego total aumente 1,6% em 2014 e 0,8% em 2015 e 2016. Combinado com a projeção de uma descida média anual da força de trabalho de 0,4%, a taxa de desemprego deverá descer de 14,5% em 2015 para 12,8% em 2016», afirma Bruxelas.

Bruxelas revê em baixa retoma na Europa