O Banco Espírito Santo (BES) contratou o Deutsche Bank como conselheiro financeiro especializado, com o objetivo de avaliar a potencial otimização da estrutura do seu balanço, segundo um comunicado enviado esta terça-feira ao supervisor do mercado português.

BES adia apresentação de resultados para 30 de julho

«O BES informa que a sua comissão executiva contratou o Deutsche Bank como conselheiro financeiro para avaliar a potencial otimização da estrutura do seu balanço», lê-se no documento disponível no portal da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

A intenção de contratar uma instituição financeira internacional para funcionar como conselheira da comissão executiva liderada por Vítor Bento já tinha sido anunciada na segunda-feira, mas só esta terça-feira foi revelado o nome da entidade escolhida, o alemão Deutsche Bank.

Nas últimas semanas, foram sendo tornados públicos vários problemas em empresas da área não financeira do Grupo Espírito Santo (GES), que têm levantado receios de contágio ao BES, cuja gestão acabou de mudar de mãos.

O novo presidente executivo do BES, Vítor Bento, que substituiu o líder histórico Ricardo Salgado, disse a 14 de julho, dia em que entrou em funções, que a prioridade no banco é «reconquistar a confiança dos mercados» e pôr fim à especulação.

O Banco de Portugal já veio várias vezes a público garantir a solidez financeira do BES, e o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, também já tranquilizou os depositantes do banco.