O Presidente da República, Cavaco Silva, defendeu esta segunda-feira que o novo quadro comunitário de apoio 2014/2020 constitui «uma oportunidade a não desperdiçar» para manter no país o «dinamismo económico e social e assegurar a renovação das gerações».

O chefe de Estado falava após inaugurar um pavilhão multiusos da Misericórdia de Borba, num investimento de um milhão de euros, e de visitar a nova adega da cidade, tendo enaltecido o trabalho desenvolvido por ambas as instituições.

«Sem a projeção internacional dos produtos da região, não será possível consolidar a base produtiva local e sem esta dificilmente se conseguirá manter o dinamismo económico e social e assegurar a renovação das gerações», afirmou.
Para Cavaco Silva, o novo período de fundos comunitários «será, nesse aspeto, uma oportunidade a não desperdiçar».

No quadro plurianual 2014-2020 prevê-se, segundo o chefe de Estado, «um reforço de verbas para as regiões menos
desenvolvidas do país», centrado no objetivo da competitividade das empresas e seu desenvolvimento e crescimento e na criação de emprego.

«Trata-se de uma prioridade nacional», destacou.

O Presidente da República, Cavaco Silva, dedica esta segunda-feira a uma visita ao Alentejo, com passagens pelos concelhos de Borba e Estremoz.